Novo tratado é uma fraude política

Publicado em .

 
A Cimeira de Chefes de Estado e de Governo dos países da União Europeia, aprovou o chamado Tratado Reformador da UE.
 
Um tratado que “é um novo salto na integração capitalista europeia”, aprofundando o seu carácter federalista, neoliberal e militarista e com profundas consequências para a soberania e independência nacionais.
 
Trata-se de uma autêntica fraude política, dado que o conteúdo essencial é o da fracassada Constituição Europeia rejeitada em referendos por franceses e holandeses em 2005.